TRICLOSAN

Dano potencial:

  • Disruptor Endócrino

  • ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

    Risco à saúde

    Pode causar irritação nos olhos e na pele. Suspeito como desregulador endócrino. O Triclosan como agente antibacteriano também altera a microbiota da pele, eliminando não apenas bactérias ruins, como as boas que são essenciais para um bom funcionamento do órgão.

    Risco ao meio ambiente

    Utilizado como inibidor de microorganismos e conservante para preparações cosméticas e detergentes, resultando em sua liberação direta para o meio ambiente. Sua bioconcentração em organismos aquáticos é baixa a moderada, porém possui alta toxicidade com efeitos de longo prazo. É suspeito como persistente.

    Potencial alergênico

    SIM

    Obs.: Ao existir um potencial alergênico não significa que você vá desenvolver uma alergia utilizando o produto. Mas sim, que são ingredientes que comumente oferecem maior probabilidade de irritação, sensibilização ou reação alérgica da pele. Mas lembre-se, seu médico é sempre a melhor pessoa para indicar ou contraindicar produtos. Os estudos científicos, em geral, consideram os efeitos de cada ingrediente isoladamente. Mas é importante ressaltar que o impacto de cada um poderá ser influenciado pela proporção usada, pela procedência de tal substância e, sobretudo, da composição que ela faz parte.

    _____________________________________________________

    Funções do ingrediente

  • ANTIMICROBIANO
  • Ajuda a prevenir ou controlar o crescimento de microrganismos sobre a pele.
  • CONSERVANTE
  • Inibe o desenvolvimento de microrganismos em cosméticos.
  • DESODORIZANTE
  • Substâncias com o objetivo de reduzir ou ocultar odores corporais desagradáveis.
  • _____________________________________________________

    Outros nomes do ingrediente

    • 2,4,4'-Trichloro-2'-hydroxydiphenyl ether • 5-chloro-2-(2, 4-dichlorophenoxy)phenol • 5-Chloro-2-(2,4-dichloro-phenoxy)-phenol • DERMAPROT • Irgasan DP 30 • Stri-Dex cleansing bar • Triclosanum • Triclosano

    _____________________________________________________

    Observações

    O Canadá permite que o Triclosan seja usado em concentrações iguais ou inferiores a 0,03% nos enxaguantes bucais e 0,3% em outros produtos cosméticos. No Japão, é permitido o triclosan como conservante para cosméticos até uma concentração máxima de 0,10%. Nos EUA, em dezembro de 2017, o FDA emitiu uma regra final com relação a certos produtos anti-sépticos de saúde porque não recebeu evidências de que o Triclosan traz benefícios para a saúde humana.

    _____________________________________________________

    Restrições

    • NA UNIÃO EUROPEIA (CosIng) – concentração máxima de 0,3% em cremes dentais, sabonetes para as mãos, sabonetes para o corpo / géis para banho e desodorantes. Em enxaguantes bucais a concentração máxima é de 0,2%. • ESTADOS UNIDOS (FDA) – Uso Proibido em produtos antissepticos de saúde. • ESTADOS UNIDOS (CIR) – concentração máxima entre 0,15% e 0,3% dependendo do produto. • ANVISA - Concentração máxima de 0,3% em qualquer tipo de produto.

    _____________________________________________________

    Fontes

      CosIng

      Federal Register 2016

      PUBCHEM Source 2018

      CIR 2010

      PUBCHEM Compound 2021

      ECHA Dossier

      ECHA Substance Information

    Critérios de avaliação

    Seguro em cosméticos

    É seguro em cosméticos sem restrições de uso ou quantidade, e sem causar impactos à saúde e/ou ao meio ambiente.

    Seguro em cosméticos, com restrições

    É seguro em cosméticos com restrições de quantidade e/ou uso, segundo evidências científicas. E podem causar impactos à saúde e/ou ao meio ambiente se forem utilizadas em finalidades distintas as aprovadas ou em quantidade acima das permitidas.

    Classificados como seguros, mas ainda em avaliação

    São considerados seguros em cosméticos por órgãos especializados, porém, estão com estudos ainda em avaliação de danos mais graves.

    Comprovadamente associados a danos graves

    Já existe comprovação científica conclusiva que podem causar impactos graves à saúde e/ou ao meio ambiente.

    Potencial inconclusivo

    Estudos não permitem nenhuma conclusão por estarem em andamento ou obterem dados divergentes sobre sua segurança a saúde e/ou impactos ao meio ambiente.